Mike, O Frango Sem Cabeça

Ok, tudo tem limites, certo? Errado! Conheça agora a história de uma ave que foi decapitada e ficou por quase 20 meses viva.

Um dia antes da data mais assustadora dos Estados Unidos, só que em 1945, um pobre fazendeiro de Fruita, Colorado, resolveu fazer um jantar para sua sogra, na verdade, ele não iria fazer o jantar, mas sim, sua mulher. Lloyd Olsen (o fazendeiro) ia fazer apenas algo simples para ele, decapitar um frango para sua mulher cozinhá-lo.

Na hora de escolher o frango, Olsen escolheu uma ave, do sexo masculino, de apenas cinco meses e meio e a decapitou. Normal né? Não, depois de decapitada, a ave continuou viva, bem conheço alguns parentes meus que viveram na roça e contam que isso acontece de vez em quando, porém, o animal não dura muito tempo sem a cabeça.

Com Mike foi diferente, ele viveu durante DEZOITO MESES sem sua própria cabeça. Mike (assim batizado por Olsen) nasceu em abril de 1945, em 10 de setembro do mesmo ano, Mike foi decapitado de maneira errada, ou será que foi certa, já que o pobre franguinho conseguiu ganhar um bônus de tempo de vida?

Mike e Olsen

O que fez Olsen quando viu que a ave não morria? Suspendeu o jantar e colocou a cabeça decapitada sob a asa de Mike e assim ele dormiu o resto da noite.

E parece que um sentimento de arrependimento bate em Olsen, já que ele resolveu cuidar da ave alimentando-a com grãos de milho pequenos e uma mistura de leite e água que ele colocava numa conta gotas e derramava sobre a garganta sem cabeça de Mike. Como quase todos os animais, Mike produzia muco, entretanto, como esse muco não subia até a cabeça de Mike, então esse muco formava uma mini piscina na sua garganta, que Olsen e sua família tinham que retirar com seringas.

Agora vem a parte mais sinistra da história: mesmo sem cabeça, Mike (eu não sei como) conseguia pular nos poleiros mais elevados do galinheiro sem cair e seu canto era como se fosse um gorgolejo, igual ao barulho que fazemos quando tiramos a água restante depois de escovar os dentes.

Depois disso, como todo bom americano, Olsen foi fazer dinheiro com seu animalzinho. Mike virou celebridade, e fez diversas excursões com outros animais bizarros como uma vitela de duas cabeças (enquanto uns têm demais, outros não têm nada, coitado do Mike).

Olsen chegou no auge com suas excursões com Mike, a ganhar U$ 4.500 por mês. Mike já ficou em exposição por apenas 25 centavos. Olsen colocava uma cabeça cortada junto ao frango, só que essa cabeça não era original, tendo em vista que a original foi comida por um gato.

Mike numa exposição com uma cabeça falsa

Porém nem tudo é eterno, em Março de 1947 depois de um show em Phoenix, Arizona, Mike sufocou durante a noite e as seringas não estavam com Olsen, sendo ele, incapaz de salvar a ave. Bem a história pararia por aí já que oficialmente a morte de Mike acontece em março de 1947. Só que depois disso, Lloyd Olsen disse que vendeu Mike, o que gerou boatos de que ele estaria ainda em exposição até 1949.

O que será que aconteceu com Mike? Será que ele foi vendido vivo e continuou vivo com outro dono, ou ele teria morrido naquela mesma noite? Bem, eu não sei responder. Acredito que sim, veja o restante do artigo.

O que eu sei dizer é que mesmo sem cabeça, Mike engordou, morreu com 3 quilos e quando foi decapitado tinha apenas 1. Sei dizer também que (é agora que acredito que ele morreu) exames feitos após sua morte concluíram que a lâmina que cortou Mike tinha errado a veia jugular, formando um coágulo, ou seja, o sangue ficou preso, impedindo que sangrasse sem parar até morrer (bem, se fizeram esse exame depois da ave estar morta, muito provavelmente ela não estaria viva depois). Mike continuou com seu tronco cerebral e como a maioria das reações de uma galinha é controlada pelo tronco cerebral, Mike pode viver saudavelmente. Incrível não é mesmo?

Muitas pessoas tentaram fazer o mesmo que Olsen, mas as coitadas das aves não conseguiam viver por muito tempo. A banda californiana Radioactive Chicken Head fez uma canção sobre o Mike no álbum de 2008 chamado de “Music For Mutants” (Música Para Mutantes).

A banda californiana que fez a homenagem ao Mike, o frango que viveu sem cabeça

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s